Top 10 – Flávia Prol

•22/06/2009 • 1 Comentário

Olá Galera,

Acabo de ver o post abaixo da minha parceira de grupo e do Blog e achei muito legal tudo que ela disse. O Blog realmente nos surpreendeu quanto a sua divulgação rápida. Foi muito legal ver o retorno de todos vocês em relação ao nosso Blog e ao conteúdo que divulgamos nele.

Vou relacionar os top 10, na minha opnião, relacionados com o tema do nosso Blog, espero que todos gostem!

1) Arte menos poluição.         

Artistas como Alexandre Orion fazem um trabalho magnífico que mistura a arte do graffiti com a preservação das ruas mais limpas.   http://www.alexandreorion.com/ossario/ossario_port.html

2) Rui Amaral            

Artista plástico que é um dos pioneiros do grafite em São Paulo. Abaixo segue um vídeo de um documentário realizado com diversas pessoas como MV Bill, Paulo Lins, Rui Amaral, entre outros. Cada um lia um trecho da Constituição brasileira e comentavam com o seu ponto de vista. O vídeo mostra Rui Amaral comentando um trecho.

3) Street Art       

As galerias de Street Art mostram o conceito da arte dos grafiteiros que hoje são chamados de artistas urbanos. Galerias como a Choque Cultural e a Grafiteria reunem obras de artistas urbanos. 

Vale a pena visitar as galerias! Segue o endereço e link.                                       Choque Cultural – Rua João Moura, 997, tel. 3061-4051.     www.choquecultural.com.br/                                                                                 Grafiteria – Rua Simão Álvares, 601, tel 3812-4789.                                                  www.grafiteria.art.br/

4) Graffiti em Munique – Alemanha

http://theurbanearth.wordpress.com/2009/01/19/graffiti-em-munique-alemanhagraffiti-in-munich-germany/

5) X Games

O X Games é um festival de esportes de ação. Pode ser visto como um festival de esportes que a maioria das pessoas não teria coragem nem de participar. É uma verdadeira Olímpiada para os atletas mais ousados e habilidosos do mundo. Sob qualquer ponto de vista o X Games é um espetáculo surpreendente.

The best Moments of X Games                     

6) Os Gêmeos

Claro que não poderia faltar os irmãos grafiteiros mais conhecidos no mundo todo. Os dois são grafiteiros de São Paulo e definiram juntos um estilo brasileiro de grafite. Hoje os trabalhos da dupla estão presentes em diferentes cidades de diversos países, como Estados Unidos, Inglaterra, Alemanha, Grécia, Cuba, Brasil entre outros.

Homepage: http://www.lost.art.br/osgemeos.htm

7) Graffiti no Metro de Madrid – Espanha

8 ) Light Graffiti

A nova tendência dos artistas de rua é o Light Graffiti. Razoavelmente simples a técnica mistura fotografia em stopmotion com luzes de lanternas e LEDs, possibilitando filmes com desenhos de varias formas e cores com a luz. A operadora de celular Sprint realizou filmes para sua campanha utilizando a técnica e teve um resultado belissimo. Confira abaixo no video.

9) Imagens Light Graffiti

http://insurance-quotes-for-you.com/Light_Graffiti.html

10) Julian Beever

Julian Beever é um artista inglês que cria desenhos tridimensionais, que também são conhecidos como Graffiti 3D. É um trabalho que se utiliza técnica de projeção conhecida como anarmofose. Esta técnica cria uma ilusão de ótica 3D quando a imagem é vista a partir de determinado ângulo. Abaixo alguns trabalhos de Julian Beever.

Julian Beever

Julian Beever 1

Julian Beever 2

Para conferir mais dos trabalhos de Julian Beever: http://users.skynet.be/J.Beever/pave.htm

Valeu Galera!! Espero que tenham gostado dos top 10 que selecionei para vocês.

Beijosss

Flávia Prol

TOP 10 segundo Flávia Libonatti

•22/06/2009 • Deixe um comentário

Olá galera como tem passado?

Faz um tempinho que não venho postar, confesso que esse negócio de trabalhar e estudar realmente toma muito meu tempo. Estavamos numa correia enorme para deixar em dia uns trabalhos da faculdade, ainda mais pq estamos chegando na reta final…

Mas como foi dito no post anterior…. Apesar de já termos concluido a matéria na qual foi o motivo da criação desse blog, a audiência acabou nos pegando de supresa… tivemos uma aceitação muito legal no nosso blog, que confesso que não era mesmo de se esperar, então acreditamos que vale a pena continuar com esse trabalho e poder trazer as coisas legais da Cultura de Rua pra vcs…

Selecionei as 10 coisas mais importantes, na minha opinião, que está relacionado com o tema do Blog. Tem coisas que já foram postadas aqui, mas que merecem uma ÊNFASE.

1) Os Gêmeos Grafiteiros
Considerados uns dos melhores grafiteiros do mundo, os irmãos fazem trabalhos de grafite nas rua do brasil e do mundo.
http://www.luggagestoregallery.org/index.php?set_albumName=Osgemeos&option=com_gallery&Itemid=53&include=view_album.php

2)Blublu
Blog de um grupo de artistas de graffiti argentinos, especializados em stopmotion graffiti, ou seja, vídeos com grafites animados.
http://www.blublu.org/blog/

3) Primeiro Grafite 3D em São Paulo
Uma arte comum na Europa e nos Eua, ganha espaço no Brasil. Eduardo Kobra e sua equipe fazer o primeiro graffitte 3 D nas rua de São Paulo.
http://g1.globo.com/VCnoG1/0,,MUL1198167-8491,00-CENTRO+DE+SAO+PAULO+GANHA+GRAFITE+EM+D.html

4) Graffitti Creator
Uma ferramenta para quem adimira o graffitti mas não nasceu com esse dom.
www.graffitticreator.net

5) Sandro Dias 
Penta campeão mundial de skate.

6) Pichação vs Arte
Vídeo que demonstra bem a diferença visual entre pichação e graffitti.

7) Esculturas de Areia 
Mais uma arte que pode ser considerada como cultura de rua. Um casal que se dedica a fazer esculturas na areia.
http://www.curiosando.com.br/10/2008/esculturas-de-areia-impressionantes/

8) Typograff
Blog com galerias de imagens de tipografia e graffiti.
http://a-ham.com/typograff/

9) Mega Rampa Anhembi
Em novembro do ano passado aconteceu a competição mais nova e radical do skate mundial. A competição contou com a presença dos melhores skatistas do mundo, e infelizmente alguns acidentes. Foi um sucesso e os skatistas já esperam pela próxima competição que envolve a mega rampa.

10) Per Raps
O blog Per Raps surgiu da vontade de propagar a chamada “cultura de rua” para qualquer um que tivesse interesse em conhecê-la: seja aquele que já é íntimo ou o que nunca ouviu falar a respeito. Dentro deste contexto, uma das derivações mais impactantes e com maior abrangência é a cultura hip hop. E dentro dessa cultura, o rap – mistura de ritmo e poesia – serve de trilha sonora.
http://perraps.wordpress.com/

Sei que existem vários comentários aguardando respostas, mas com calma vamos respondendo pra vcs ok?

Agradeço mais uma vez as visitas!

Beijos e Até mais.

F. Libonatti

Encerramento ou não?

•18/06/2009 • Deixe um comentário

Queridos amigos e leitores,

é com MUITA alegria que encerramos um semestre letivo. E nada melhor do que a sensação de ter encerrado algo “com chave de ouro”!

Temos a certeza de que as tarefas foram bem cumpridas e conseguimos alcançar nossos objetivos.

Vocês pensam que estamos encerrando?

Viral

Para felicidade de nossos fiéis leitores, esse é um projeto que não encerraremos independente da matéria que está sendo encerrada neste semestre.

Boas férias a todos, e continuem aproveitando o conteúdo do nosso Blog!!

Graffiti Digital

•30/05/2009 • 6 Comentários
Por que não ?

ZZ10858290

Atualmente até o graffiti pode ser digital, o que contribui para todas as pessoas que não nasceram com o tal do “dom artístico” e gostariam de praticar essa arte. Você pode fazer quantas artes quiser e publicá-las na internet, sem deixar ninguém zangado com sua arte exposta em local inapropriado.

No site Graffiti Creator  (www.graffiticreator.net/) Você pode escrever o que quiser e estilizar da maneira que preferir. Abaixo, segue o nome do nosso blog com algumas ferramentas do site.

blog

 

Errou ? Não gostou do modelo ? Faz de  novo que é fácil ! Existem vários modelos de letras e formas para você encrementar seu grafitti. Vá lá e faça o seu ! Se tiver alguma dúvida pode nos perguntar, mas a melhor maneira de se aprender é “fuçando”. Só não esqueça de contar para gente como ficou tá ?

Beijos e até a próxima…

babi

Tributo ao Graffiti

•28/05/2009 • Deixe um comentário

A cultura de rua e o graffiti são conhecidos por serem provocantes, com cores fortes e chamarem atenção. Incialmente utilizado por gangues para marcar território, em alguma zona urbana, os graffitis se tornaram um meio rico para a livre expressão de idéias e declarações. Designers e artistas criativos em todo o mundo utilizam esta forma de arte para entregar sua mensagem e exibirem seus trabalhos.

O site Smashing Magazine preparou uma galeria com 50 obras belissimas e impressionantes do graffiti.

Abaixo alguns que gostamos, para ver os 50 graffitis vá para:

michael

street6

01

xenz1

jake

hammo

marc

Skate e Rua

•22/05/2009 • Deixe um comentário

Olá Galera!

Pedi a um amigo muito especial que preparasse uma matéria bem legal pra gente colocar aqui no blog… ele como é muuuiiitooo gente boa, rs, escreveu…. segue abaixo a matéria com umas dicas bacanas!

Valeu Viny!

“Não se sabe ao certo quem realmente inventou o skate e quando ele apareceu, porém, sabemos que sua origem pertence a rua! Pois é, há quem discorde, mas sabemos que a primeira prática do skate foi dada nas ruas! Não, não é o street, mas sim o slalom, as decidas e os carvings nas calçadas que pareciam ondas e claro, o freestyle!

Na década de 60, nos EUA, Califórnia, mais precisamente em Dog Town, existia um grupo de garotos surfistas que adotaram a brincadeira para os dias ruins de onda e locomoção para seus roles e idas ao colégio, os Z-Boys. Este grupo se tornou destaque da época com as seguintes personalidades: Jay Adams, Stacy Peralta e Tony Alva. Esses caras deram origem ao que chamamos hoje de piscineiros ou bowlriders.

Mas o tempo passou e muitas personalidades foram surgindo, até que aparece alguém chamado Rodney Mulley na década de 80 para 90, onde ele revoluciona o mundo do Freestyle do skate, misturando o street com suas acrobacias de “circo”.

No final de 80 o skate da uma caída e é encarado como o esporte dos maloqueiros e marginais, porém a rua é o berço desses poucos que sobrevivem. O Street ganha força, pois o equipamento tem alterações e surgem muitas marcas nacionais e importadas.

Mas a onde entra  realmente a RUA nesta história?

Pois bem, é ai que entra o sentimento de ser skatista. Poder olhar uma escada e não ver apenas um projeto para facilitar a vida das pessoas em determinados acessos, mas sim um obstáculo no qual alguém com extrema habilidade e determinação possa superar e saltar, superando mais um desafio e ainda sentir prazer nisto. Distinguir um degrau alto como uma boa borda de manobras com seus tails e noses, ou algum monumento com um arquitetura propícia para manobras de trucks, ou até mesmo uma rua reta, lisa, com uma boa calçada para seus manuals e tricks. É ai quem entra a rua!

Um lugar a onde só quem tem o olhar de um skatista possa se sentir num parque de diversões gratuito!

Mas há seu lado ruim! A modalidade street, ainda não é bem quista pela maiora! Muitos ainda tem o preconceito, ou até mesmo um pouco de razão, nos momentos em que aquela vidraça é quebrada, ou pega em algum carro parado, ou na canela de alguém que esteja passando quando o skate escapa, além de correr o risco de grandes tombos com ralados, cicatrizes, pinos, gessos, cirurgias, internações, entre outras coisas que não valem a pena ser lembradas.

Mas mesmo assim, quem é da rua sabe, quem respira skate, ama a rua!

Da próxima vez que ver um corrimão, não veja apenas algo para apoiar a mão, e sim um escorregador para um doido varrido do skate, quando ver uma inclinação lisa na calçada, veja como uma transição para manobras.

Caso não tenha entendido o que eu tenha falado, não deixe de conhecer este skatista, Daewon Song, e veja o que ele é capaz de fazer nas suas!”

By Viny Califa

Leitura recomendada pelo Olhar Urbano!

•20/05/2009 • Deixe um comentário

“Graffiti Brasil” – um livro de Tristan Manco, Lost Art e Caleb Neelon.

Pode até soar estranho isso, mas alguém aí já reparou que geralmente a arte brasileira acaba ganhando mais atenção lá fora que aqui? Talvez o povo brasileiro esteja mais “ocupado” com a novela das oito, o campeonato de futebol ou se preocupando com quem vai ser o próximo excluído no Big Brother…  Isso tudo faz com que o povo “esqueça” que nossa terra é muito fértil na área das artes.

graffiti_capa

 Refletindo isso a editora inglesa Thames & Hudson lançou “Graffiti Brasil”, que como o nome diz, trata dos artistas que deixam o cotidiano de nossas cidades um pouco menos acinzentado. A responsabilidade, tanto a de resgatar a história, quanto selecionar os artistas ficou a cargo de Tristan Manco, Lost Art e Caleb Neelon. Tristan é um designer gráfico inglês; Lost Art na verdade é um casal (Ignácio Aronovich e Louise Chin) que mantém um site muito interessante, o Lost Art; e Caleb Neelon é um norte-americano, que além de escritor faz artes nos muros sob o pseudônimo de Sonik.

Continue lendo ‘Leitura recomendada pelo Olhar Urbano!’